encontre-nos

Será uma satisfação compartilhar experiências com você

  • whatsapp fora do ar

(27) 99981-6751

  • Instagram

Encontre-nos no Instagram

  • Facebook

Encontre-nos no FaceBoock

Dos requisitos para a prática desportiva.

 

O presente capítulo regulamenta os requisitos exigidos para a prática do esporte em todos os seus níveis no Brasil.

 

 

 

ALUNO

REQUISITOS: 

 

Idade Mínima 

A idade mínima para a prática de Voo Livre é de 18 anos, sendo que, os menores entre 16 e 18 anos poderão praticar o esporte mediante autorização expressa dos pais ou responsáveis legais.

 

Exame Médico 

O ALUNO deverá apresentar ao clube ou escola de Parapente atestado médico que comprove sua capacidade física para a prática de atividades esportivas, sendo aceito o exame médico da Carteira Nacional de Habilitação.

 

Somente será reconhecido o aluno que receber instrução ministrada por instrutores avançados homologados pela ABVL.

 

Todo ALUNO, ao se matricular em um curso BÁSICO de Parapente ministrado por um instrutor homologado pela ABVL, deverá realizar seu registro imediatamente na ABVL.

É de responsabilidade do Aluno registrar-se, imprimir, tomar ciência e assinar, o TERMO DE RESPONSABILIDADE.

 

PRERROGATIVA:

Executar treinamentos e voos exclusivamente sob orientação de seu Instrutor avançado ABVL, utilizando somente equipamentos homologados para este nível.

Realizar treinamentos e operações de decolagem e pouso orientado por monitor homologado pelo instrutor ABVL responsável pelo curso, (desde que o Instrutor esteja presente).

Parágrafo Único - Entende-se por equipamento para iniciante, aqueles indicados pelo fabricante expressamente no manual do equipamento como adequados para uso de escolas/alunos e/ou pilotos iniciantes e certificado conforme Norma EN 962 e/ou Norma LTF.

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO:  ALUNO EM INSTRUÇÃO 

 

 

 

PILOTO NÍVEL 1

 

REQUISITOS: 

Apresentar DECLARAÇÃO DE CONCLUSÃO DO CURSO BÁSICO fornecida pelo instrutor avançado homologado pela ABVL;

Apresentar TERMO DE RESPONSABILIDADE e PROGRAMA DE CURSO CONCLUÍDO devidamente assinados pelo Aluno e Instrutor AVANÇADO homologado pela ABVL.

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

Ser aprovado em prova teórica nível 1 da ABVL;

Ser aprovado em exame prático nível 1 da ABVL;

 

 

PRERROGATIVAS:

Executar voo solo atendendo as restrições gerais e limitações impostas ao piloto Nível 1 previstas nesta norma, utilizando somente equipamentos homologados para iniciantes;

Participar de competições regionais dentro de seu nível;

Decolar rebocado desde que sob a devida orientação de um instrutor avançado homologado pela ABVL para esse tipo de instrução;

Parágrafo único - Entende-se por equipamento para iniciante, aqueles indicados expressamente pelo fabricante no manual do equipamento como para uso de alunos e/ou pilotos recém-formados e certificado na norma EN 962 (classe EN A ou B) ou norma LTF (classe 1 ou 1-2).

 

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: Piloto Nível 1 – Não Habilitado Voo Duplo

 

 

 

PILOTO NÍVEL 2

REQUISITOS:

Pagar taxa de solicitação de mudança de nível;

Ser habilitado como piloto Nível 1 há mais de 1 (um) ano;

Ter realizado 100 (cem) horas de voo comprovadas no site da ABVL (*COM GPS REGISTRADO EM NOME DO PILOTO) após sua habilitação como Piloto Nível 1;

Ter realizado voos em 5 sítios reconhecidos pela ABVL;

Apresentar declaração de um Instrutor avançado homologado pela ABVL que está apto à mudança de nível;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

 

 

PRERROGATIVAS: 

Executar voos solo atendendo as restrições gerais e limitações impostas ao Nível 2 previstas nesta Norma, utilizando equipamentos certificado na norma EN 962 Até (classe EN C) ou norma LTF (classe 2).

Participar de competições regionais dentro de seu nível;

Decolar rebocado desde que sob a devida orientação de um instrutor avançado homologado pela ABVL para esse tipo de instrução;

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: Nível 2 – Não Habilitado Voo Duplo

 

 

 

PILOTO NÍVEL 3

REQUISITOS: 

Pagar taxa de solicitação de mudança de nível;

Ser habilitado como piloto Nível 2 há mais de 2 (dois) anos.

Ter realizado 150 (cem) horas de voo comprovadas no site da ABVL (*COM GPS REGISTRADO EM NOME DO PILOTO) após sua habilitação como Piloto Nível 2;

Ter realizado voos em 10 sítios reconhecidos pela ABVL;

Apresentar certificado de conclusão de um curso SIV (simulação de incidentes de voo) homologado pela ABVL, no prazo não superior a 180 dias do pedido de alteração de nível.

 

Comprovar ter realizado 2 voos de 40 km “distância livre” registrado no site da ABVL (*COM GPS REGISTRADO EM NOME DO PILOTO);

Comprovar ter realizado 2 voos de 40 km “distância livre” em competições reconhecidas pela ABVL, registrado no site da ABVL (*COM GPS REGISTRADO EM NOME DO PILOTO);

Parágrafo Único:

Todos os tracklogs serão submetidos à análise técnica para validação, observando às normas de tráfego aéreo nacional;

Apresentar declaração de um Instrutor avançado homologado pela ABVL que está apto à mudança de nível;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

Apresentar certificado de conclusão de um treinamento de pilotos e instrutores da ABVL realizado há pelo menos 18 meses.

 

 

PRERROGATIVAS:

Executar voo solo atendendo as restrições gerais prevista nesta Norma Regulamentar.

Participar de competições nacional e Internacional;

Apto a solicitar habilitação de Monitor (Necessário declaração de um instrutor Avançado homologado ABVL);

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: Nível 3 – Não Habilitado Voo Duplo 

 

 

 

PILOTO NÍVEL 4

REQUISITOS: 

Pagar taxa de solicitação;

Ser habilitado como piloto Nível 3 há pelo menos 2 (dois) anos;

Ter realizado 1000 Km de voo (Distância OLC) em pelo menos 10 (dez) Sítios de voo, com no mínimo 40 Km por voo;

Ter realizado, em competições, no mínimo, 500 (quinhentos) Km de voo, com no mínimo, 30 (trinta) Km por voo;

OBS: Os requisitos não são cumulativos, ou seja, é necessário a comprovação dos requisitos separadamente.

Todos os tracklogs serão submetidos à análise técnica para validação, observando às normas de tráfego aéreo nacional;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO para mudança de nível da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

Apresentar certificado de conclusão de um treinamento de pilotos e instrutores da ABVL realizado há pelo menos 18 meses.

Não ter sido penalizado pelo Conselho técnico por infração nos últimos dois anos.

 

 

PRERROGATIVAS:

Executar voo solo atendendo as restrições gerais prevista nesta Norma Regulamentar.

Habilitado a disputar competições de nível mundial

Apto a solicitar habilitação de Instrutor (Observar requisitos);

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: Piloto Nível 4 – Não homologado voo duplo

 

 

 

PILOTO NIVEL 5

Apresentar pelo menos 2 dos itens abaixo:

Ser piloto Nível 4 a pelo menos 5 anos;

Ser homologado Instrutor Master;

Ter 3 voos acima de 250 km comprovados no site da ABVL (*COM GPS REGISTRADO EM NOME DO PILOTO);

Ter participado de campeonatos FAI classe I, representando a equipe brasileira;

Ter conquistado título do campeonato PWC ou mundial na categoria individual ou por equipe, até 3ª posição;

Ter conquistado título brasileiro, continental ou mundial;

Ter trabalhos realizados para o voo livre tais como: artigos, normas, livros;

Ter administrado como presidente entidades reconhecidas pela ABVL;

Ter quebrado Record nacional reconhecido pela ABVL;

Ter quebrado Record mundial reconhecido pela FAI;

Apresentar carta de indicação de pelo menos 2 pilotos nível 5;

Ser indicado por mérito ou destaque na prática ou desenvolvimento do esporte, pela diretoria da ABVL.

 

 

PRERROGATIVAS:

Executar voo solo atendendo as restrições gerais prevista nesta Norma Regulamentar.

Habilitado a disputar competições de nível mundial

Apto a solicitar habilitação de Instrutor (Observar requisitos);

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: Piloto Nível 5 – Não homologado voo duplo

 

 

 

MONITOR:

 

REQUISITOS: 

Pagar taxa de solicitação;

Ser habilitado como piloto Nível 3.

Apresentar declaração de um instrutor avançado homologado pela ABVL solicitando registro como monitor;

Não ter sido penalizado pelo Conselho técnico por infração nos últimos dois anos.

 

PRERROGATIVAS:

Executar Monitoria exclusivamente na presença do Instrutor ao qual foi registrado.

OBS: O monitor poderá ser registrado por apenas um instrutor.

 

 

 

INSTRUTOR - VOO DUPLO

REQUISITOS: 

Pagar taxa de solicitação;

Ser habilitado como piloto Nível 4;

Apresentar certificado de conclusão de estágio como MONITOR;

Ter sido aprovado em um curso de instrutor - Voo duplo homologado pela ABVL.

 

Apresentar certificado de conclusão de um curso SIV (simulação de incidentes de voo especifico para voo duplo) homologado pela ABVL, no prazo não superior a 180 dias da solicitação.

Apresentar AUTORIZAÇÃO do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

Não ter sido penalizado pelo Conselho técnico por infração nos últimos dois anos;

 

 

PRERROGATIVAS:

Realizar voo duplo em equipamento homologado para esta finalidade, respeitando as regras básicas para a operação neste tipo de equipamento;

VEDADA a FORMAÇÃO DE ALUNOS OU PILOTO EM QUALQUER NIVEL;

Parágrafo Primeiro: Para manutenção da sua homologação como Instrutor - Voo Duplo, o mesmo deverá, obrigatoriamente, realizar uma reciclagem numa oficina de treinamento de Instrutores ABVL a cada 2 anos a contar da última edição em que participou e estar em dia com suas obrigações perante a ABVL e suas entidades filiadas, Clube/Associação e Entidade Estadual;

 

Parágrafo segundo: Os instrutores homologados pela ABVL estarão sujeitos às restrições e exigências técnicas dos administradores dos sítios de voo (Clubes/Associações e ou entidade Estadual) de acordo com as características de cada sitio;

Parágrafo terceiro: Os instrutores – Voo Duplo, somente poderão utilizar equipamentos para a prática do voo duplo, àqueles equipamentos homologados especificamente para a prática do voo duplo, obedecendo às suas especificações;

Parágrafo Quarto: O laudo de vistoria deverá ser realizado a cada 300 horas ou a cada 3 anos (o que primeiro ocorrer).

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: INSTRUTOR - Voo duplo (NÃO HABILITADO P/A FORMAÇÃO DE ALUNO)

 

 

 

INSTRUTOR AVANÇADO

 

REQUISITOS: 

Pagar taxa de solicitação;

Ser habilitado como piloto Nível 4;

Apresentar certificado de conclusão de estágio como MONITOR;

Ter sido aprovado em um curso de instrutor AVANÇADO homologado pela ABVL.

 

Apresentar certificado de conclusão de um curso SIV (simulação de incidentes de voo especifico para instrutor avançado) homologado pela ABVL, no prazo não superior a 180 dias da solicitação.

Apresentar AUTORIZAÇÃO do Clube /Associação filiado a ABVL ao qual é associado;

Apresentar AUTORIZAÇÃO da Entidade Estadual filiada a ABVL ao qual é associado;

Não ter sido penalizado pelo Conselho técnico por infração nos últimos dois anos;

 

PRERROGATIVAS:

Realizar voo duplo em equipamento homologado para esta finalidade, respeitando as regras básicas para a operação neste tipo de equipamento;

Ministrar curso de voo duplo para pilotos nível 4;

Ministrar curso básico de parapente;

Emitir declaração de mudança de nível para pilotos Nível 1, nível 2, nível 3 e nível 4;

Ministrar cursos ao qual tenha especialização tais como: SIV, XC, REBOQUE, ACRO, Competição, Formação de Instrutores de Duplo.

Parágrafo Primeiro: Para manutenção da sua homologação como Instrutor avançado, o mesmo deverá, obrigatoriamente, realizar uma reciclagem numa oficina de treinamento de Instrutores ABVL a cada 2 anos a contar da última edição em que participou e estar em dia com suas obrigações perante a ABVL e suas entidades filiadas, Clube/Associação e Entidade Estadual;

 

Parágrafo segundo: Os instrutores homologados pela ABVL estarão sujeitos às restrições e exigências técnicas dos administradores dos sítios de voo (Clubes/Associações e ou entidade Estadual) de acordo com as características de cada sitio;

Parágrafo terceiro: Os instrutores Avançados homologados pela ABVL, somente poderão utilizar equipamentos para a prática do voo duplo, àqueles equipamentos homologados especificamente para a prática do voo duplo, obedecendo às suas especificações.

 Parágrafo Quarto: O laudo de vistoria deverá ser realizado a cada 300 horas ou a cada 3 anos (o que primeiro ocorrer).

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: INSTRUTOR AVANÇADO – Voo duplo – Curso Básico de Formação de pilotos e (CURSOS DE ESPECIALIZAÇÕES REALIZADOS)

 

 

 

 

INSTRUTOR MASTER

REQUISITOS:

Pagar taxa de solicitação;

Ser habilitado como Instrutor Avançado Há pelo menos 3 anos;

Ter um mínimo de 10 anos de Voo comprovados;

Não ter sido penalizado pelo Conselho técnico por infração nos últimos dois anos;

Ser aprovado pelo conselho técnico designado pela ABVL.

 

 

PRERROGATIVAS:

Realizar voo duplo em equipamento homologado para esta finalidade, respeitando as regras básicas para a operação neste tipo de equipamento;

Ministrar curso de voo duplo para pilotos nível 4;

Ministrar curso básico de parapente;

Emitir declaração de mudança de nível para pilotos Nível 1, nível 2;

Ministrar cursos ao qual tenha especialização tais como: SIV, XC, REBOQUE, ACRO, Competição, Formação de Instrutores de Duplo;

HOMOLOGAR CURSOS ESPECIALIZADOS AO QUAL tenha especialização;

Parágrafo Primeiro: Para manutenção da sua homologação como Instrutor Master, o mesmo deverá, obrigatoriamente, realizar uma reciclagem numa oficina de treinamento de Instrutores ABVL a cada 3 anos a contar da última edição em que participou e estar em dia com suas obrigações perante a ABVL e suas entidades filiadas, Clube/Associação e Entidade Estadual;

 

Parágrafo segundo: Os instrutores homologados pela ABVL estarão sujeitos às restrições e exigências técnicas dos administradores dos sítios de voo (Clubes/Associações e ou entidade Estadual) de acordo com as características de cada sitio;

Parágrafo terceiro: Os instrutores Avançados homologados pela ABVL, somente poderão utilizar equipamentos para a prática do voo duplo, àqueles equipamentos homologados especificamente para a prática do voo duplo, obedecendo às suas especificações.

Parágrafo Quarto: O laudo de vistoria deverá ser realizado a cada 300 horas ou a cada 3 anos (o que primeiro ocorrer).

 

PREENCHIMENTO DA HABILITAÇÃO: INSTRUTOR MASTER – Voo duplo – Curso Básico de Formação de pilotos e (CURSOS DE ESPECIALIZAÇÕES REALIZADOS)

 

 ABVL

Associação Brasileira de Voo Livre.

 

Como funciona o nivelamento de um piloto de parapente